Ciência por amor. Sem autores, sem especialistas, sem proprietáriosDebater sobre a ciência aberta e cidadã.

“Considerando a necessidade de ampliação da discussão sobre o que é a ciência, principalmente em tempos de “negacionismo científico”, de como é produzida e reproduzida, e como ganhou a sua autoridade ao longo da história, o seminário trata dos variados espaços de produção de científica em diferentes circunstâncias sociais, discutindo a relação entre os conhecimentos experimentais e experienciais, abrindo-se a uma conversação entre os lugares de produção científica e o universo fora dos ambientes acadêmicos ilustrados. Procura compreender na História da Ciência, a parte invisibilizada da produção científica, identificados como grupos e pessoas com conhecimentos práticos e tácitos que foram apagados do processo de edificação histórica da ciência profissional. Discute essa relação entre os diferentes grupos como elemento decisivo para a constituição de espaços do conhecimento e para o entendimento da própria história das ciências.” URL<https://doity.com.br/ciencia-por-amor>

12ª Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta

Dando continuidade ao êxito das edições anteriores e mantendo a parceria desde 2010, o evento é organizado pelos Serviço de Documentação e Bibliotecas da Universidade do Minho (USDB), pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). A 12ª ConfOA decorrerá em Braga, na Universidade do Minho de 13 a 15 de outubro.

A ConfOA pretende reunir as comunidades portuguesa, brasileira, bem como dos restantes países lusófonos, que desenvolvem atividades de investigação, desenvolvimento, gestão de serviços e definição de políticas relacionadas com a Ciência Aberta em todas as suas vertentes, nomeadamente o Acesso Aberto à Informação Científica e os Dados de Investigação. A ConfOA assume-se como o espaço privilegiado para promover a partilha, discussão e divulgação de conhecimentos, práticas e investigação sobre estas temáticas, em todas as suas dimensões e perspetivas.

Texto e fonte: Página do evento – http://confoa.rcaap.pt/2021/apresentacao/

Addressing Hate Speech through Education, Multi-stakeholder Online Forum

Como parte de la aplicación de la Estrategia y el Plan de Acción de las Naciones Unidas sobre el discurso del odio, la UNESCO y la Oficina de las Naciones Unidas para la Prevención del Genocidio y la Responsabilidad de Proteger convocarán el “Foro Mundial de Múltiples Partes Interesadas para abordar el discurso del odio a través de la educación” los días 30 de septiembre y 1 de octubre de 2021. El Foro servirá para hacer aportaciones a la próxima “Conferencia Mundial de Ministros de Educación sobre la lucha contra la incitación al odio a través de la educación”, que tendrá lugar el 26 de octubre de 2021. Únase a nosotros y dé su opinión.

Texto e fonte: UNESCO

Tavola Rotonda del progetto europeo “Identity and Innovation”

Nei giorni 28-30 settembre 2021 si terrà a Macerata la prima Tavola Rotonda del progetto europeo “I² – Identity and Innovation” cofinanziato dall’Unione Europea sotto il programma “Erasmus Plus – Azione chiave 227: Partnerships for Creativity”.
Il progetto è guidato dallo Heilig Hartinstituut Heverlee en Kessel-Lo (Belgio) e vede la partecipazione di sei partner da Belgio, Regno Unito e Italia.
Il Museo della Scuola è partner del progetto e sarà la sede di questo primo incontro volto allo scambio di buone pratiche educative incentrate sul patrimonio storico-scolastico e basate sull’uso innovativo e creativo delle nuove tecnologie.
Il programma e tutte le informazioni per partecipare nella locandina.

Como os Arquivos web combatem a desinformação

As Conversas@ROSSIO.Com – que serão transmitidas ao vivo no Youtube da Infraestrutura ROSSIO – são uma iniciativa da Infraestrutura ROSSIO que pretende dar a conhecer, em várias sessões com interlocutores convidados, o papel do ROSSIO junto da comunidade, trazendo a debate questões como o acesso à informação, a preservação digital da herança cultural portuguesa e os arquivos do futuro.

A primeira conversa “Save the data: Como os Arquivos web combatem a desinformação” decorrerá no dia 28 de setembro, a partir das 18h00, data em que se comemora o Dia Internacional do Acesso Universal à Informação. Esta sessão contará com a presença de Ricardo Basílio (Arquivo.pt/ROSSIO) e os vencedores do 1.º Prémio Arquivo.pt 2021– Leandro Costa, Paulo Martins e o Professor José Ramalho.

Com o intuito de destacar a importância do acesso público à informação, o Arquivo.pt irá falar-nos da preservação de sites na web portuguesa, acessível a todos, e no acesso à verdade documentada nos arquivos web. O Arquivo.pt e o ROSSIO pretendem contribuir para uma sociedade de conhecimento inclusiva através do acesso universal à informação.

O prémio Arquivo.pt 2021 foi entregue ao projeto “Major Minors”, uma Ontologia de recortes de imprensa de jornais portugueses com referência a minorias sociais. Este trabalho visa mapear e estudar a representação de minorias em contexto jornalístico português ao longo das duas primeiras décadas do século XXI.

Em breve divulgaremos outras sessões, nas quais se pretende dar a conhecer as instituições do consórcio ROSSIO e o seu contributo para a preservação digital.

Fonte e texto: Roosio

Freire: la pedagogía crítica que transforma la educación, la ciencia y el mundo

20 Septiembre, 2021. 15:30 h a 20:10 h (hora en Madrid)
INSCRIPCIÓN. “Freire: la pedagogía crítica que transforma la educación, la ciencia y el mundo”.

Las Jornadas están abiertas a profesorado universitario, estudiantes, profesorado no universitario, comunidades educativas y ciudadanía en general. Puedes reenviar el enlace de este formulario a quien consideres que le pueda interesar.

Al rellenar este formulario, la información que proporciones pasará a formar parte de una base de datos que usaremos para haceros llegar comunicaciones al respecto exclusivamente de este evento.

Inscripción gratuita.

Texto e fonte: organização do evento (link acima)

Estudo sugere que artigos baixados do repositório pirata recebem mais citações

Artigos obtidos por meio do Sci-Hub, repositório pirata que oferece milhões de estudos de acesso pago e fechado, têm mais impacto e visibilidade segundo análise de um grupo internacional de pesquisadores atuando em diferentes instituições, entre elas a Universidade Federal de Sergipe (UFS). Um estudo publicado na revista Scientometrics sugere que trabalhos descarregados pela plataforma são citados duas vezes mais do que os não baixados. A conclusão resulta de uma avaliação de registros de acesso de 4.015 artigos computados pelo repositório entre setembro de 2015 e fevereiro de 2016 – e divulgados em 2017 pela programadora cazaque Alexandra Elbakyan, fundadora do serviço virtual que disponibiliza cópias de trabalhos científicos sem pagar direitos autorais. Os registros reúnem informações como o código identificador dos estudos – o Digital Object Identifier (DOI), por meio do qual é possível identificar os periódicos em que foram publicados e as citações que receberam – e a geolocalização aproximada dos downloads.

Título e Texto: Revista Pesquisa Fapesp